Um projeto de Ensino Superior ao serviço do Imobiliário Português

Setembro 2017

Vão nascer às portas de Lisboa mais de 100 moradias e 255 apartamentos


Chama-se SkyCity e é um dos maiores empreendimentos de construção nova residencial previsto para Lisboa. O projeto vai nascer na Serra de Carnaxide, às portas da capital, pela mão do JPS Group, que tem apenas dois anos de existência, e tem o apoio do banco Montepio. Em causa estão 49 moradias isoladas, 66 em banda e 255 apartamentos de tipologias entre o T2 e o T5, sendo que as áreas podem chegar aos 400 m2.

Segundo João Sousa, CEO do JPS Group, o SkyCity vem dar resposta sobretudo aos clientes portugueses, famílias de classe média e média/alta, que procuram uma casa com boas áreas, boa construção, acabamentos de luxo, zonas envolventes agradáveis, piscina e garagem. Tudo isto a preços competitivos e perto do centro de Lisboa.

“Embora também tenhamos clientes estrangeiros, mais de 80% dos compradores são famílias portuguesas com ou sem filhos, mas também clientes solteiros na faixa dos 30 anos que pretendem ter casa própria e que têm critérios de exigência que seria difícil encontrar em termos de qualidade/preço no centro de Lisboa”, disse o responsável, citado pelo Jornal Económico.

Por falar em preços, será possível comprar um apartamento por 135.000 euros, uma moradia em banda por cerca de 360.000 euros e é uma moradia isolada com piscina por pouco mais de 500.000 euros. “Preços que, para a localização e qualidade do empreendimento, podem ser considerados bastante baixos”, adiantou João Sousa, salientando que já estão vendidas 80% das moradias e 60% dos apartamentos.

“Vamos lançar brevemente mais 50 apartamentos para venda com tipologias entre T2 e T5. Também vamos ter alguns espaços comerciais disponíveis. Temos já vários clientes em lista de espera, esperamos por isso repetir esse êxito de vendas”, contou.

No que diz respeito ao investimento feito no SkyCity, o CEO limitou-se a dizer que foram “vários milhões de euros”.

Artigo visto em SkyCity marca regresso da grande construção para habitação (Jornal Económico).

Fonte: Idealista



Voltar Atrás

Praça Eduardo Mondlane, 7 C - Edifício Coopemi
1950-104 Lisboa