Um projeto de Ensino Superior ao serviço do Imobiliário Português

Abril 2018

Investimento na habitação vai continuar até 2020


O Banco de Portugal (BdP) antevê que até 2020 apesar de se perder algum dinamismo devido à maturação, o investimento na habitação irá continuar constante em cerca de 2,8% do PIB.

O BdP lançou hoje o relatório com as 'Projeções para a economia portuguesa: 2018-2020' e onde revela que o investimento em habitação apresentou um crescimento próximo de 6% em 2017, "reflectindo a manutenção de acesso a financiamento com baixas taxas de juro, a progressiva melhoria do mercado de trabalho, o aumento da taxa de rendibilidade relativamente a outros investimentos de longo prazo, nomeadamente de menor risco, e o aumento da procura por parte de não residentes, permanecendo condicionada pelo elevado nível de endividamento das famílias".

Para o período em análise, antecipa que o investimento em habitação continue o processo de recuperação, dada a manutenção dos principais fatores de crescimento. "Deverá, contudo, verificar-se alguma perda de dinamismo, reflectindo a progressiva maturação deste processo. Esta evolução também é esperada para os preços de habitação, ainda que continuem a crescer acima dos preços no consumidor. A FBCF (formação bruta de capital fixo) em habitação deverá manter-se relativamente constante em cerca de 2,8% do PIB até ao final do horizonte de projecção", antevê o BdP.

Nestas projecções, o Banco de Portugal adianta ainda que "a economia portuguesa continuará a beneficiar de um enquadramento económico e financeiro favorável, incluindo um crescimento robusto da procura externa, em torno de 4%, uma orientação acomodatícia da política monetária da área do euro – num quadro de redução gradual dos estímulos não convencionais adotados nos últimos anos –, bem como uma manutenção das condições de financiamento dos agentes económicos".

Fonte: Diário Imobiliário



Voltar Atrás

Praça Eduardo Mondlane, 7 C - Edifício Coopemi
1950-104 Lisboa